Encerramento das Atividades do ano de 2019 Festa de Natal

Mais um ano chegando ao fim e aqui estamos nós, depois de mais um ano de trabalho, comemorando o sucesso das atividades, com a maravilhosa sensação de dever cumprido, o que é muito bom.

Nosso ano foi muito trabalhoso e produtivo, não só em relação ao repertório mais exigente que tivemos para dar conta, mas também porque organizamos várias coisas: compramos estantes pro quartinho, para acomodar melhor as coisas e visualizar logo o que a gente precisa, organizamos o arquivo, organizamos pastas de Missa, reformamos caixa do piano, degraus, mesa de som, substituímos várias lâmpadas na sala, dedetizamos as salas e agora está em andamento a reforma do armário que estava no quartinho.  Chega um momento em que certas coisas precisam ser feitas e esse foi o ano da vez!

Agradeço a colaboração de todos em mais esse ano à frente do grupo, ao apoio da Diretoria. Esse ano foi mais fácil de lidarmos uns com os outros porque a gente já se conhecia um pouco melhor e a relação de respeito mútuo, se fortaleceu e isso foi muito bom.

Em nome do Paulo VI quero agradecer a ti, Jane, por ter estado conosco em mais um ano, por todo empenho, dedicação, amor e carinho com a gente e com tudo que se relaciona ao Coral, principalmente em época de apresentações. Padre, essa semana brilhamos mais uma vez, foi lindo, foi encantador e é espetacular o que juntos somos capazes de fazer. Thyago, Wagner e Miro, agradecemos pela disponibilidade em fazerem parte da nossa Cantata e por embalarem tão lindamente nossas vozes! Colegas, agradeço o esforço e dedicação de cada um ao longo do ano e novatos, vocês foram ninjas, rs. A impressão que eu tenho é que a cada ano o Padre faz um teste com a gente. Tipo assim: vou ver se agüentam, que aí ano que vem posso exigir mais e assim ele vai indo….Azar de quem pega o bonde andando, rs. Mas ele está certo, temos que ser desafiados, não estamos aqui pra fazer as mesmas coisas todos os anos. Nós também temos que nos desafiar a aprender mais e estarmos abertos ao novo. A pessoa que entra, se ela realmente quer fazer parte, ela dá um jeito de dar conta.

 Nosso muito obrigado à Paróquia São Benedito por ceder novamente esse espaço para nossa festa. Parabéns à equipe da festa: Elza e Hélia e o nosso agradecimento à Célia e De Angelis que nos ajudou também. Agradecemos também à cozinheira Lora e sua ajudante Guilhermina.

Eu escolhi um poema que eu gosto muito para compartilhar com vocês, que é de um poeta gaúcho chamado Mário Quintana:

Laço

Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço… Uma fita… Dando voltas.
Enrosca-se, mas não se embola. Vira, revira, circula e pronto: está dado o laço.
É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braço.
É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo, no vestido, em qualquer coisa onde o faço.
E quando puxo uma ponta, o que é que acontece? Vai escorregando… Devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço.
Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido.
E, na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço.
Ah, então, é assim o amor, a amizade. Tudo que é sentimento. Como um pedaço de fita.
Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer a qualquer hora, deixando livre as duas bandas do laço.
Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade.
E quando alguém briga, então se diz: romperam-se os laços.
E saem as duas partes, igual meus pedaços de fita, sem perder nenhum pedaço.
Então o amor e a amizade são isso…
Não prendem, não escravizam, não apertam, não sufocam.
Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço!   

Quando comecei a escrever essa minha fala, lembrei desse poema e associei ele ao Coral. Somos como um laço que a cada ano se desfaz, para depois se fazer novamente. O laço muda de tamanho, mas sempre sobram as pontas soltas…. a cada ano tem gente que sai e tem gente que entra, pelo menos tem sido assim nesse tempo que estou aqui. Somos livres para ficar ou para sair, para fazer ou desfazer o laço. Acredito que o que nos mantém enlaçados é o prazer de cantar.

Esse ano temos uma novidade, cada um receberá uma lembrancinha que acredito que vocês já tenham visto: um bola com seu nome, que estão penduradas na nossa árvore. As bolas de Natal, colocadas nas pontas dos galhos dos pinheiros, representam os frutos da vida humana e seus desejos, tais como amor, esperança, perdão e alegria. De formas e tamanhos diferentes, os enfeites também representam os gestos concretos de amor entre irmãos da Terra. Eu também tenho um pequeninho mimo que fiz pra  vocês e que entregarei à medida que vocês forem indo embora.

Senhor Jesus:

Diante do Natal, que te lembra a glória da manjedoura, nós te agradecemos: a música da oração; o regozijo da fé; a mensagem de amor; a alegria do lar; o apelo à fraternidade; o júbilo da esperança; a bênção do trabalho; a confiança no bem; o tesouro da tua paz; a palavra da Boa Nova e a confiança no futuro! Entretanto, Oh Divino Mestre, de corações voltados para teu coração, nós te suplicamos algo mais! Concede-nos,Senhor, o dom inefável da humildade para que tenhamos a precisa coragem de seguir-te os exemplos!

Pra finalizar, deixo aqui novamente a minha gratidão por tudo que aconteceu esse ano, pela nossa parceria, pelo respeito e carinho que vocês tiveram comigo. Gratidão por sabermos que há muito de bom ainda por vir, muito a aprender, muitos motivos para sermos felizes e muitas oportunidades de fazermos o bem. Gratidão por Deus tudo equilibrar, tudo consolar e tudo preparar….Para que nossa vida faça sentido.

Desejo a todos um Natal mágico, como foi a nossa Cantata e um ano novo de muita saúde, sonhos e conquistas, e até nos vermos novamente, que Deus nos guarde em Suas mãos! Obrigada!

Andrea C. Hasenack – Presidente

Comentários